sábado, março 05, 2005

Tela preta

"Quero contar cada compasso dançado sem você
Todo sorriso pela metade e jantar sem sal nem suco
Pra comparar com o que você fez, menestrél de cinema russo
Pôr ao lado do avesso de bordel e beco imundo

E depois? E então?
Sinto muito. Estamos em horário nobre,
E nem toda criança sabe conviver com o abraço"

2 comentários:

Elton disse...

Você realmente é fantástica, a cada poema me surpreende, me deixa fascinado.
Com certeza te conhecer foi uma das melhores coisas que me aconteceu,seus poemas me falam ao coração.
Um beijo, te adoro

PeNsAmEnt0s InSan0s disse...

Daew.. hehe :P faço das palavras dele as minhas.. heheh e tipws... anh.. feliz dia das mulheresss pra ti... bju grandeeee