sábado, abril 30, 2005

De joelhos

"Faço agora uma encomenda que me cabe
quem me traz um dicionário pra saudade?
Que contenha amor em página marcada

E que diga com certeza mesmo em meia
que efeito causa a lua, quando cheia,
em quem só não acha graça no acordar

Que traduza o que imagino mas não posso
e se possível traga a tona o grito nosso
ou então que solucione meus porquês

E se então com tantos limites em pauta
não for visto, ou sequer se note a falta
que encaminhe só pra mim tal desejar

Mas não seja impiedoso e não me cobre
e que entenda esse presente como nobre
pra aliviar meu mar de incertezas"

2 comentários:

Diego disse...

Mermaooo...
esse ai...
ficou massa...nao sei se é porque eu meio que acabei lembrando de uma situacao passada minha...ai tá ligado o filme passando de volta ?! uauhauhauha...pois é... esse texto ai ficou mt foda !!!
eu tenho mt saudade de ti...
um bju grande !
Diego Morais

Maestro Buarque disse...

Excelente poema, lindíssimo, essa encomenda é a parte que nos cabe nesse latifúndio ...