sexta-feira, maio 20, 2005

Depois de um sono num banco

"Coisa estranha essa mania que nós temos
de querer tornar complexo o que é simples
e tentar mitificar o que é tão claro
e de arrepender por tudo que não vimos

Em calar pra que voltar, se no momento
em que a chance se apresenta você foge?
E onde é que há pecado em querer tudo
e, na hora, de temer loucura nova?

Curto assim já basta pra falar com calma
quando ainda mais mil milhas faltariam
e também ficam faltando mais cem dias
pra poder saborear o que te toma"

Um comentário:

*[Escorpião]* disse...

Este você escreveu para eu escrever para você?
=PPP