sábado, outubro 08, 2005

Samba de amor

"Meu amor é dia de domingo,
andorinha em verão
é meu ponto de entrada e saída,
meu dó da canção

Mas amor quando
acaba e termina
deixa um vazio frio
e esse amor tão
sem cor de encaminha
em carnaval sem trio

Mas a primeira brisa que anda
carrega o pesar
do amor que não foi verso em ciranda
nem santo de altar

Porque amor que é amor
não desvia,
não some ou desfaz
e esse amor
é a coisa mais limpa
quando vira paz"

5 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Eltoniévski disse...

Acho que em uma palavra consigo resumir,"LINDO",realmente muito bom.
Beijo, e até mais.

Quinto disse...

OI Lindonaaa
:DDDDD

adorei a surpresa de vc aparecer no flog

se vc falou a verdade eu vou adorar te ver sempre por lá
:D

e tb vou passar aki sempre que der sim viu?

adorei teu blog
um beijao p/ ti ruiva linda
=***

e Baile do Brega vem aí
;)

Guss disse...

Rubinha, esse último texto fez exaltar todo o romantismo dentro de cada um de nós esquecido pelas intempéries da vida. Lindo...