sexta-feira, junho 17, 2005

Segunda metade

"Agora que é tudo tão corrido,
e que me encontro sem.i.-(m)portante
agora que não moro no meu livro
agora que nem vivo em minha cama?

Me traz pó de flipim pra eu assoprar
ou susto pronto pra eu não assombrar
pontua em semi-breve o meu altar"

Um comentário:

Fabio disse...

curti muito este poema, dá pra refletir bem